.

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL - BACK TO INDEX

 


ACIDENTES AÉREOS HISTÓRICOS

 

.

COLISÃO E MORTE NO CEARÁ

VASP - VOO 168


Artigo baseado na matéria originalmente publicada no site


ÍNDICE

.

.

O AVIÃO

.

O VOO 168 DA VASP

.

IMPACTO FULMINANTE

.

A DESCOBERTA

DO ACIDENTE

 

A OPERAÇÃO

DE RESGATE

 

.

OS ANOS SEGUINTES

.

OS INTERMINÁVEIS PROCESSOS JUDICIAIS

LIÇÕES DA TRAGÉDIA

.

LISTA DE OCUPANTES

DO PP-SRK

.

.

DADOS PRINCIPAIS

DO ACIDENTE

.

.

DADOS ADICIONAIS

.

ÁUDIO DA

CAIXA-PRETA

.

TRANSCRIÇÃO DOS ÚLTIMOS DIÁLOGOS

.

ÁLBUM DE FOTOS

REPORTAGEM

SOBRE O ACIDENTE

FONTES CONSULTADAS

E AGRADECIMENTOS

.


LISTA DOS OCUPANTES DO PP-SRK

.

Tripulantes:

Fernando Antônio Vieira de Paiva (Comandante - Base: SP): Era o membro mais antigo da tripulação do PP-SRK, tinha 43 anos e era natural de Caxambu, Minas Gerais. Foi admitido na Vasp em 15 de março de 1961 e era piloto desde 1959. Tinha nove anos como comandante e primeiro oficial de 727 e 737 tendo sido, anteriormente, comandante de DC-3 e Viscount na empresa. Em 21 anos de Vasp ele registrou entre 16 e 17 mil horas atuando como instrutor, checador, chefe de equipamento e comandante, estando já por um ano e meio no comando dos 727-200. Segundo colegas, era um piloto calmo e costumava resolver os problemas com tranqüilidade, mas segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, o comandante Vieira (como era conhecido), estava fatigado e tenso com o excesso de horas que vinha voando. Os amigos comentavam que ele, desquitado, vinha passando por dificuldades financeiras e por isso, era um dos que mais voava na Vasp que, naquela época, pagava além do salário fixo, uma comissão por voos efetuados. A empresa negou que o comandante estivesse voando além do limite legal (85 horas/mês) e divulgou suas horas de voo em 1982 até o acidente: em janeiro 73h31, em fevereiro 41h04, em março 22h07, em abril 32h33, em maio 77h00 e em junho não havia completado mais do que 25 horas (no total, havia voado pouco menos de 300 horas em 1982 até o acidente). Segundo a revista "Isto É" de 23 de junho de 1982, ele tinha uma dívida de quatro milhões de cruzeiros que venceria dias após o acidente, estava se separando de sua segunda esposa e preparava-se para o terceiro casamento. Aliás, comenta-se que havia uma mulher no voo que era sua atual companheira e que, inclusive, esta viajava com uma passagem que ele havia especialmente pedido para ela na empresa para aquela data porém, não se sabe seu nome nem se isto é realmente verdade. O comandante Vieira comentava que iria se aposentar após mais um ou dois anos de serviço.

Carlos Roberto Duarte Barbosa (Co-Piloto - Base: SP): 28 anos, casado e natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Foi admitido na Vasp em 28 de fevereiro de 1980 e tinha dois anos e meio como primeiro oficial nos 727-200 da empresa paulista. Antes de entrar na Vasp esteve na Varig por oito anos como co-piloto nos equipamentos Avro 748, Boeing 707 e Boeing 727.

José Erimar de Freitas (Engenheiro de Bordo - Base: SP): 31 anos, natural de Nova Morada, Ceará, também era casado e tinha duas filhas, a menor com menos de um mês de idade. Fanático por aviação, entrou para a Vasp em 19 de junho de 1972 como mecânico de manutenção e passou a mecânico de voo de Boeing 727 em 1979. Antes de entrar para a Vasp foi piloto comercial e instrutor de pilotagem em Itu, São Paulo. Havia voado em 1982 (até o acidente) 279 horas e 14 minutos.

Humberto da Silva Pestana (Comissário - Base: SP): 49 anos, solteiro, nasceu em Portugal e tinha cidadania brasileira, tendo sido admitido pela Vasp em 12 de maio de 1961. Esperava aposentar-se após mais um ou dois anos de serviço.

Gisele de Souza Vaz (Comissária - Base: SP): 27 anos, solteira, natural de São Paulo, capital. Admitida na Vasp em 01 de julho de 1981. Conhecida por "Guísela", havia se destacado há pouco mais de um ano por efetuar, com a ajuda dos companheiros Janete, Ajan e Luana (que não estavam no Voo 168), um parto, ocorrido no dia 01 de setembro de 1981 dentro de um voo da Vasp entre São Paulo e Campo Grande.

Julia Maria Pereira Nunes José (Comissária - Base: RJ): 29 anos, casada e mãe de dois filhos. Admitida na Vasp em 17 de janeiro de 1977.

Maria de Lourdes Brito Melo (Comissária - Base: SP): 30 anos, casada, natural de Pilar do Sul. Admitida na Vasp em 08 de janeiro de 1979.

Miriam Cocato Lima (Comissária - Base: SP): 22 anos, solteira, natural de São Paulo, capital. Admitida na Vasp em 05 de março de 1979. Esta comissária não foi originalmente escalada para o Voo 168 e somente estava no PP-SRK para substituir um companheiro (comissário Soré) que teve uma crise de hipertensão poucos minutos antes do embarque, sendo retirado da escala por ordens médicas.

Emília Barbosa de Souza (Comissária - Base: SP): 20 anos, solteira, natural de Santo Antônio do Piratininga, Minas Gerais. Admitida na Vasp em 01 de julho de 1981.

.

Passageiros

 

(SP: 54 | RJ: 67 | TR (trânsito): 05)

Adalzira Gallo (SP)
Ademir Gallo (SP)
Ademir Moraes (SP)
Afonso Temporal (SP)
Alda Almeida (RJ)
Alexandra Mitulo (TR)
Alfredo Beriso (RJ)
Ana Márcia Chagas Peixoto (RJ)
Antonio Barreto Sobrinho (SP)
Antonio Carlos Cysne (RJ)
Antonio Hissa Filho (RJ)
Antônio Pereira (SP)
Antonio Alberto da Silva (SP)
Augusta Damasceno (RJ)
Áurea Sandra da Silva (?)
Bárbara Pinheiro (SP)
Carlos Collyer (RJ)
Carlos Francisco Cysne (SP)
Carlos Mendes (SP)
Carlos Oliveira (RJ)
Carlos Silva (TR)
Carmen Justino (RJ)
Celma Serpa (SP)
César Silva (SP)
Charles Collyer (RJ)
Cierre Luz (SP)
Cleyne Silva (RJ)
Creusa Pires de Paiva (RJ)
D. Logman (SP)
Deiza Amaral (RJ)
Dica Pires de Paiva Barroso (RJ)
Dimitri Kasakewitch (RJ)
Domingos Sobrinho Lima (SP)
Edson Queiroz (RJ)
Eilson Inácio Barata (RJ)
Ernesto Lundgreen (RJ)
Fabrício Araújo (SP)
Fátima Silva (SP)
Fernando Freitas (TR)
Florêncio Paiva (RJ)
Francisco Cavalcante (RJ)
Francisco Ceda (RJ)
Francisco Guimarães (SP)
Francisco Pazzini (SP)
Francisco Ribeiro (SP)
Genário Lins Peixoto (RJ)
Hector Rapacini (SP)
Heliani Azim (SP)
Hélio Sobreira (SP)
Henrique Costa (RJ)
Hermenegildo Magalhães (RJ)
Horácio Lima (SP)
Isac Vasconcelos (RJ)
Ivone Frota (RJ)
J. Watikus (RJ)
João Dias (RJ)
João Rocha (SP)
José Azim (SP)
José Bezerra (RJ)
José Carlos Matos (RJ)
José Mattos (RJ)
José Coelho (RJ)
José Cunha (SP)
José Mourão Filho (RJ)
José Olavo Lira (RJ)
José Oliveira (SP)
José Oliveira (RJ)
José Lyra (RJ)
José Paiva (SP)
José Pereira (RJ)
José Sampaio (RJ)
José Viana (RJ)
Jocelino Araújo (SP)
Judith Mitoso Amazonas (TR)
Júlio Almeida (SP)
Júlio Oliveira (RJ)
Lúcio Franco (RJ)
Luiz Souza (SP)
Manoel Helal Costa (SP)
Manoel Santos (RJ)
Marcelo A.M. Silva (TR)
Márcio Canedo (RJ)
Margarida Oliveira (RJ)
Maria Alencar (RJ)
Maria Angélica Catunda (RJ)
Maria Bezerra (RJ)
Maria Gladys Acioli (RJ)
Maria José Souza (RJ)
Maria Lima (RJ)
Maria Magalhães (RJ)
Maria Magdalena Oliveira (SP)
Maria Pereira (RJ)
Maria Silva (SP)
Maria José Souza (RJ)
Mariângela Lima (RJ)
Milton Silva (RJ)
Myrtes Jereissati (RJ)
Mirtes Miranda (RJ)
Moésio Júnior Melo (SP)
Núbia Rola (RJ)
Odílio Freitas (RJ)
Olimar Agosti (SP)
Pascoal Segana (SP)
Paulo Cristino (SP)
Paulo Guimarães (RJ)
Raimunda Ferraz (RJ)
Reinaldo Carvalho (SP)
Renato Lara (SP)
Roberto Gomes (RJ)
Rosamaria Lima (SP)
Rosana Lara (SP)
Rubens Serpa (SP)
Sebastião Carvalho (SP)
Sebastião Carvalho Júnior (SP)
Sebastião Saraiva (SP)
Tarcísio Pinto (SP)
Telêmaco Coutinho (RJ)
Teresinha Barreto (RJ)
Teresinha Araújo (SP)
Terezinha Cavalcante (RJ)
Vagner Dantas (RJ)
Vicente Silva (SP)
Victor Pereira Neto (SP)
Waldir Peixoto Filho (RJ)
Walkíria Lemos (RJ)
Walter Carvalho (SP)
Winston Kasbiner (SP)
Zuleide Studart (RJ)

Observação: Os números divergem e algumas fontes dizem que o 727 tinha 128 passageiros, enquanto outras que eram 126. Porém, as duas listas obtidas (ambas de jornais da época) somente mostram 126 nomes. Pesquisas e cruzamento de dados com a lista do Jornal do Brasil (por Carlos Dufriche) mostram que o número de passageiros era de 128 o que, com nove tripulantes, eleva o total de mortos para 137. .

 

DADOS PRINCIPAIS

.

Data e hora: 08/06/1982 02:45 AM

Local do acidente: Serra de Aratanha - Pacatuba (Fortaleza) - Ceará

Empresa: VASP

Voo: VP168

Aeronave: Boeing 727-212A

Número de Série: 21347

Prefixo: PP-SRK

Pessoas à bordo: 09 tripulantes + 128 passageiros = 137

Vítimas fatais: 09 tripulantes + 128 passageiros = 137

.

 

DADOS ADICIONAIS

.

O 727-212A que ostentava o prefixo PP-SRK, visto abaixo em fotos de Hélio Bastos Salmon, ex-piloto da Vasp, estava no Brasil há dois anos quando sofreu o acidente. Ele foi construído pela Boeing em 1977, sendo o primeiro 727 entregue pela empresa americana para a Singapore Airlines.

O 727 estava com seu certificado de voo regular e as manutenções estavam em dia. A primeira foto mostra a aeronave ainda com as cores básicas da Singapore e a segunda, na pintura padrão Vasp. Este foi um dos 18 acidentes da história da empresa paulista, sendo o único com o modelo Boeing 727.

Os demais acidentes da empresa foram com o Bandeirante (01), Boeing 737 (08), Samurai (3) e Viscount (05).

A Viação Aérea São Paulo (VASP) (1933 - 2005) foi uma empresa de aviação comercial brasileira com sede na cidade de São Paulo. A companhia deixou de operar em 2005 e teve sua falência decretada pela Justiça de SP em 2008.

Clique AQUI e leia mais sobre a história da VASP.

 
.

 Fotos do PP-SRK no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, em 1981

Autor: Helio Bastos Salmon

 

ÁUDIO DO FLIGHT RECORDER

.

Estes são os últimos segundos de gravação do CVR (Cockpit Voice Recorder), comumente chamado de "Caixa-Preta". Nesta gravação percebe-se que o co-piloto estava tentando alertar o comandante da aeronave de que eles estavam abaixo da altitude certa para local. Clique no botão abaixo e ouça a gravação dos últimos segundos de voo com o diálogo dos tripulantes:

 
Clique aqui para ouvir
 
Degravação

CAM (Cockpit Area Mike): Microfone da cabine

CAM-1 (Cockpit Area Mike 1): Microfone do comandante

CAM-2 (Cockpit Area Mike 2): Microfone do co-piloto

2:24:56 CAM-2: Você consegue ver que tem uns montes aí na frente?

2:24:59 CAM-1: Quê?..........Tem o quê???

2:25:00 CAM-2: ...Um morrote aí não?

2:25:01 CAM [SOM DA BUZINA DE ALERTA DE ALTITUDE]

2:25:02 CAM [SOM DO IMPACTO E GRITO DE UM DOS TRIPULANTES]

Observação: Comenta-se que o comandante haveria dito saber que à frente do 727 havia uns "morrotes de merda", em parte que teria sido editada antes da divulgação da gravação para a televisão.

 

TRANSCRIÇÃO DA CVR - FINAL

.

CMT: Comandante (Fernando Antônio Vieira de Paiva)

COP: Co-piloto (Carlos Roberto Duarte Barbosa)

ENG: Engenheiro de Bordo (José Erimar de Freitas)

TOR: Torre de Controle de Fortaleza (Identidade não disponível)

NID: Frase dita por tripulante não identificado

ININT: Conversa (ou parte) ininteligível

02h16m13s

Assobios...ININT

02h37m33s

TOR: Ciente até zero cinco zero, ao atingir mantenha e chamar mais próximo, uno meia oito
02h18m54s

CMT: 130 milhas, nós vamos descer...ININT

02h37m38s

COP: Ciente

02h20m21s

NID: Tá frio, dá uma esquentadinha aí para nós...ININT

02h37m48s

CMT: Pode fazer o cheque (referindo-se ao check-list de aproximação)
02h21m23s CMT: NT 02h37m52s

ENG: Faz o check-list e ambos, comandante e co-piloto respondem aos itens, confirmando Vref 132 e Flaps 40
02h21m24s

ENG: Positivo... Flaps 30; Flaps 40 só poderá ser usado abaixo de 142.500 libras. Peso atual 150.000 libras 02h39m15s

ENG: Descent and Approach check-list is complete

02h22m49s

ENG: Vref Flap 30 é 136 e Vref Flap 40 é 132...
CMT: De Flap 40?
02h39m45s Som do alerta de altitude
02h24m08s

CMT: 132 de Flaps 40
ENG: Ok
02h41m05s

Assobios

02h24m29s

NID: Fortaleza, Vasp 168

02h41m16s

Sintonia dos ADF's

02h24m32s

TOR: Prossiga 168

02h41m16s

Assobios

02h24m57s

COP: Está ciente Fortaleza?

02h42m26s

NID: 1013 mesmo?
NID: É
02h25m00s

TOR: Confirme?

02h42m45s

COP: Dá para ver que tem um monte aí na frente?
CMT: Hein?
02h25m05s

COP: É o Vasp 168 para a descida, nível 330

02h42m52s

CMT: Que?... Tem o quê?

02h25m11s

TOR: OM ciente... Está a aproximadamente 90 milhas?

02h42m55s

COP: Um morrote aí não?

02h25m17s

COP: A 140 milhas

02h44m03s

Som do estabilizador elétrico

02h25m22s

TOR: Ok, mantenha a escuta...

02h44m15s

Motor sendo reduzido e sinal sonoro silenciado (2.300 pés)

02h25m29s

COP: Fortaleza, Vasp 168

02h44m29s

Som do alerta de altitude e palavras ININT

02h25m31s

TOR: Ok 168, Estamos sem contato com o centro Recife
COP: Ok
02h44m53s

ENG: Tem morro...

02h25m56s

TOR: Ok 168, está autorizado para o nível 050, chamar cruzando nível 100 (um , zero, zero)... Operamos visual com a pista 13 (uno, três), o ajuste 1013, temperatura 26º 02h44m59s

Som do primeiro impacto


02h26m12s

COP: Positivo para o 50, reportarei o 100

02h44m59s

NID: Grito

02h37m25s

COP: Vasp 168 cruzando noventa, cinquenta e cinco milhas

02h45m00s

Som do impacto final e grito de um dos tripulantes

OBS: A transcrição acima é de um dos jornais da época e foi escrita sem muito critério. Existem algumas diferenças com o que pode ser ouvido no áudio disponível acima, diferenças nas frases e na hora que supostamente foram ditas... Como nenhum dos materiais é oficial (em três anos de busca nunca soube de alguém que tenha cópia do laudo oficial), não sei dizer quais dados estão corretos e quais não.

. 

ÁLBUM DE FOTOS

.

Uma cena clássica do acidente: uma turbina JT8D-17 do PP-SRK

.

Início da retirada dos dois corpos descobertos embaixo de uma turbina
.
Parte de um dos trens de pouso principais
.
O local do acidente visto alguns dias depois
.
Chegada de um dos helicópteros ao campo de futebol de Pacatuba e retirada de sua triste carga
.
Parentes chegam ao IML de Fortaleza e se desesperam com a impossibilidade de reconhecimento dos mortos
.

Em São Paulo, no Sindicato dos Aeronautas, a Vasp é duramente criticada em reunião de emergência.

Na foto fala seu presidente, comandante Lavorato

.
Pertences saqueados e recuperados aguardam seu transporte na Serra da Pacatuba
.
Destroço da aeronave localizado no local do acidente após mais de 20 anos
 

REPORTAGEM SOBRE O ACIDENTE

.

 

FONTES E AGRADECIMENTOS

.

A reconstituição dos fatos feita neste texto é baseada em revistas, jornais (atuais e da época), além de partes do relatório final do acidente e outros relatos recebidos por e-mail mas, certamente, podemos melhorar. Se você souber de outros fatos ou fotos que não estejam aqui, agradecemos sua colaboração. Foram consultadas para este relato edições antigas da Revista Veja e jornais Diário do Nordeste e O Povo (este com reportagens atuais de Paulo Barros), ambos de Fortaleza e jornais O Estado de São Paulo e Jornal da Tarde, de São Paulo. Agradeço em especial a atenção do amigo Josué Medeiros pelo envio do material de Fortaleza e outros colaboradores que me forneceram as raras imagens desta aeronave: Hélio Bastos Salmon (via Afonso Dalagassa) e Sérgio Ribeiro que, generosamente, cedeu imagens do 727 acidentado na pintura original da Singapore e, depois, como PP-SRK no Rio de Janeiro. Agradeço ao pesquisador Carlos Dufriche pelas correções, informações e observações acerca dos fatos desta matéria.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

.

A reprodução desta matéria do site 727datacenter.net com o acréscimo de dados e imagens, tem por objetivo manter viva a memória deste trágico acidente, assim como servir como fonte de pesquisa para profissionais, estudantes e/ou amantes da aviação em geral. Qualquer fato aqui relatado que mereça correção ou acréscimo de informação, peço a gentileza que nos encaminhe um email informando.

Jorge Tadeu da Silva, Jornalista

 


.
. . . .
Liberdade de Imprensa - UNESCO FALE CONOSCO Transparência Brasil
. . . .

Desde 2006 ® Direitos Reservados - Jorge Tadeu da Silva