.

 


TRAGÉDIA E MISTÉRIO NA ROTA RIO-PARIS

 


ÍNDICE

.

.

O voo AF447

.

O Acidente

.

Gráficos, mapas e imagens relacionados ao acidente

.

As Vítimas

 

As reações ao acidente

 

.

Histórias de algumas das vítimas da tragédia

.

O avião Airbus A330

Dados do avião

acidentado e do voo

.

As Buscas

.

.

Os bastidores das buscas

.

.

As aeronaves

e embarcações

utilizadas nas buscas

.

O Inquérito

.

O Relatório do BEA

.

Perguntas sem respostas

Fotos da Tragédia

Vídeos sobre o Acidente

.

A operação de

busca final

.

.

Opinião e Análise

.

Outras matérias

importantes.

Fontes de Pesquisa


Aeronaves e embarcações utilizadas nas operações de busca e resgate

.

R-99B, a maior estrela da operação

Avião da Embraer que localizou destroços do avião é empregado em missões de coleta de informações.

Foi uma façanha e tanto a localização dos primeiros destroços do A330 pelo jato R-99B. O avião, definido pela Embraer como multi-inteligência, é empregado em missões de coleta de informações. Na madrugada de ontem, no meio do Oceano Atlântico, atuou como numa operação de localização de alvos: operando os sensores térmicos e o radar sintético, além de recursos considerados secretos, o R-99B escaneou a superfície marítima. Em menos de duas horas, localizou placas que poderiam ser da fuselagem do AF 447, uma poltrona, um flutuador, detritos diversos. Com base nesses dados, um gigante C-130 seguiu, já sob a luz do sol, para o local e fez a confirmação visual.

A aviação militar do Brasil mantém no ar, todo os dias, desde 2002, esse aparato de vigilância. A partir da base aérea de Anápolis, a 140 km de Brasília, os jatos R-99 Bravo do Esquadrão Guardião realizam missões cotidianas - registram imagens de incêndios florestais, das superfícies desmatadas, de áreas de conservação, de atividades irregulares de garimpagem, mineração ou demarcação de terras. As informações são recolhidas e podem ser transferidas em tempo real para centros terrestres.

O Guardião tem oito aviões disponíveis. Cada um custa cerca de US$ 80 milhões. Cinco deles são do tipo R-99 Alfa, de alerta antecipado e comando aerotransportado, que levam uma grande antena Erieye, comprada na Suécia. O equipamento pesa quase 1 tonelada, com alcance entre 360 e 400 km. Mas o outro time foi o que brilhou na busca dos destroços do Airbus. Guarnecido com três unidades da versão R-99 Bravo, serve à vigilância da Amazônia. A rigor, é um avião espião.

O principal componente embarcado é o radar de abertura sintética, que permite uma varredura de área feita de forma a não revelar sua presença. O alcance é estimado em 400 km². Com ele seguem um produtor de imagens digitais e um sensor ótico infravermelho, para visão noturna. Os jatos operam dia e noite, sob quaisquer condições meteorológicas. O R-99A/B é construído pela Embraer, em São José dos Campos. Com um deles, do tipo B, o Esquadrão Guardião realizou outra aventura militar, em junho de 2003.

O jato decolou de Anápolis com a missão - negociada diretamente pelo presidente Lula com o colega do Peru, Alejandro Toledo - de apoiar uma ação de resgate de 74 reféns tomados pela guerrilha na província de Ayacucho. A maioria das vítimas era de funcionários da empresa Techint, que construía um oleoduto. Bastaram duas horas de voo sobre a mata para monitorar as comunicações entre os sequestradores e definir a localização do cativeiro. Forças Especiais do Exército peruano chegaram ao local em 45 minutos.

Fonte: Roberto Godoy (O Estado de S.Paulo) - Foto: Divulgação/FAB

 .


.
.
O Lockheed C-130 Hercules da FAB
.
O C-105 Amazonas (CASA C-295) da FAB
.
.
O Embraer EMB-145 AS também chamado de R-99A da FAB
.
.
O Embraer EMB-111/P-95 Bandeirulha da FAB
.
O avião Awacs da Força Aérea da França
.
O avião Dassault Falcon 50 da Marinha da França
.
O avião Atlantic 2 da Marinha da França
.
O avião de patrulha marítima Lockheed P-3C Orion da Marinha dos EUA
.
.
O helicóptero AS-332 Super Puma
.
.
.
O Sikorsky H-60L Black Hawk da FAB
.
O Westland SAH-11 Lynx que foi transportado pela Fragata Constituição
.
A Corveta Caboclo V-19 da Marinha do Brasil
.
A Fragata Bosisio - F 48 da Marinha do Brasil
.
A Fragata Constituição - F 42 da Marinha do Brasil
.
O Navio Patrulha Grajaú - P 40 da Marinha do Brasil
.
O Navio Tanque NT Almirante Gastão Motta (G-23) da Marinha do Brasil
.
O navio francês de pesquisas marítimas "Pourquoi Pas?" da Ifremer
.
O submarino nuclear Émeraude (S 604) da Marinha da França
.
.
.
Nas três fotos acima, o submersível Nautile, da França
.
.
Nas duas fotos acima, o robô submergível Victor 6000, da França
.
Fotos: Marinha do Brasil / FAB / Wikipédia / armybase.us / Marinha da França / Hangar do Vinna

Voltar a página anterior

Ir para a página seguinte


. . . .
Liberdade de Imprensa - UNESCO FALE CONOSCO Transparência Brasil
. . . .

Desde 2006 ® Direitos Reservados - Jorge Tadeu da Silva